Posts Tagged violencia

Xuxa escreve carta comovente sobre a morte de Isabella

O crime que comoveu e indignou o país também causou reações entre os famosos. A Rainha dos Baixinhos, Xuxa, escreveu uma carta publicada na página de Opinião do jornal carioca O Globo neste sábado (5), sobre a morte da pequena Isabella, 5.

No texto, Xuxa mostra indignação e pede o fim da violência.

Leia na íntegra a carta:

(Vamos gritar juntos!

Quantas Isabellas vamos perder até entendermos que violência e educação não combinam?

Será que não é o momento de as pessoas perguntarem se realmente educar é bater?

Se precisa bater para educar? Será que é necessário agredir, machucar, tirar sangue de uma criança, para educá-la?

Ser o “responsável”, dá direito a bater  na  criança, com a frágil desculpa de que se está  educando?!!!!

Assim como outros comportamentos absurdos foram mudados (a escravidão; bater em mulher), está na hora de mudar essa “cultura” de que o pai, a mãe ou o responsável têm o direito de bater em uma criança, para educá-la.

A violência dentro de casa pode começar num olhar raivoso, berros, um tapinha, um empurrão, um beliscão até chegar à tragédia de atirar uma criança pela janela.

É nesse mundo violento que queremos viver? Até quando?

O pensamento de algumas pessoas é que, “como eu apanhei quando crianças e estou aqui” – dizem alguns com orgulho – “vou repetir a fórmula, também baterei em meus filhos para ‘educá-los’”. Ou: “Assim ele vai aprender mais rápido, basta eu falar uma só vez e serei obedecido, ele vai saber quem manda aqui”.

Minha vontade é gritar: “Quem deu esse direito aos adultos?” E por que algumas pessoas continuam acreditando nisso? Esse “direito” de adulto bater em criança deveria ser cassado. É absurdo! É animal! É irracional!

Até os animais protegem os seus filhotes. Por que alguns seres humanos, racionais, não protegem os filhotes da nossa espécie?

É um assunto que tem que ser levado a sério. Temos que trazer este tema para o debate nacional. Criança não é “coisa”, é pessoa, e como pessoa e cidadã, precisa ser respeitada e protegida, precisa ser vista como prioridade, prioridade absoluta.

Há alguns anos, os maridos batiam nas mulheres sem que nada acontecesse. Era ‘normal’. Hoje, é crime bater numa mulher.

Há pouco mais de um século, um ser humano podia ser dono de outro ser humano.

A tragédia de Isabella causou comoção nacional, ganhou todas as manchetes de jornais, televisão, rádio, internet.  Muitas outras histórias trágicas acontecem todos os dias por aí e nem ficamos sabendo. São invisíveis?

Neste Brasil tão grande, quantas Isabellas já foram vítimas de violência e as pessoas não sabem?

Até quando vamos nos comover, falar no assunto durante dias, e depois continuar sabendo que situações como essas continuam acontecendo, “invisíveis”, até que uma outra manchete de jornal nos deixe indignados?

Quantos pais, mães, responsáveis com raiva por situações de trabalho, ou por falta dele, com uma fechada no trânsito, brigas com namorado (a), marido (mulher), estressados com o dia-a-dia descontam nos filhos?

E vão continuar descontando enquanto essa violência invisível não for recebida por toda a sociedade como crime.

Quando uma criança bate em outra, os pais dizem para não bater porque é falta de educação, é violência e tem que conversar com o amiguinho…Mas, como pai e como mãe, podem  bater e dizer que é  para educar???????

Como pode uma criança se defender de uma pessoa com o dobro do seu tamanho? Como se proteger e se defender daqueles que lhe deram a vida e, teoricamente, deveriam protegê-la?

Por que nossas crianças estão aprendendo dentro de casa o que é violência enquanto deveriam estar aprendendo o verdadeiro significado do amor?

Quando ouvimos uma criança pedindo socorro ou sendo agredida por seus pais temos que cruzar os braços?

Precisamos proteger nossas crianças com uma lei.

Vamos gritar juntos! Violência de pai, mãe e responsáveis contra criança não é educação, é crime!

Xuxa Meneghel)

O caso

No dia 29 de março, sábado, às 23h30, Isabella Nardoni caiu do sexto andar do prédio do pai, onde passava o final de semana, na zona norte de São Paulo.

A menina chegou a ser socorrida, mas morreu pouco depois. O pai da menina e a mulher foram à delegacia, onde disseram que alguém havia jogado Isabella do sexto andar, mas não sabiam informar o autor do crime.

No dia seguinte, familiares passaram o dia na delegacia prestando depoimento Os depoimentos duraram o dia todo e a polícia falou, pela primeira vez.

O delegado afirmou que se tratava de homicídio e não acidente, porque a menina não sofreu uma queda acidental.

Segundo a polícia, alguém rompera a tela protetora da janela e jogara a criança.

No dia 31, segunda-feira, a pequena Isabella foi enterrada.

Na investigação da polícia foram ouvidas diversas pessoas. A polícia ouviu o primeiro policial a chegar ao prédio, logo depois da morte, dois ex-vizinhos e três vizinhos da família.

Eles contaram que ouviram gritos. O advogado da família e o delegado tiveram interpretações diferentes sobre os depoimentos.

Nos dias seguintes, diversas versões foram divulgadas. A justiça decretou prisão do pai e da madrasta. No entanto, os dois só se entregaram depois.

Neste sábado, aniversário da mãe de Isabella, Ana Carolina, foi realizada a missa de sétimo dia.

Vi aqui.

Comments (98)

Furacão 2000 é multada por ‘Um Tapinha Não Dói’

funk.jpgA empresa Furacão 2000 Produções Artísticas Ltda foi condenada hoje pela Justiça Federal ao pagamento de multa no valor de R$ 500 mil pelo lançamento da música Um Tapinha Não Dói.

A ação ajuizada pelo Ministério Público e pela Themis – Assessoria Jurídica e Estudos de Gênero, em 2003, considerou que a música banalizava a violência contra a mulher e transmite uma visão preconceituosa, além de dividir as mulheres em boas ou más conforme sua conduta sexual.

O então procurador Regional dos Direitos do Cidadão, Paulo Gilberto Cogo Leivas, afirmou na época que “esse tipo de música ofende não só a dignidade das mulheres que se comportam de acordo com o descrito em suas letras, mas toda e qualquer mulher, por incentivar à violência, tornarem-na justificável e reproduzirem o estigma de inferioridade ou subordinação em relação ao homem”.

Conforme decisão do juiz substituto Adriano Vitalino dos Santos, da 7ª Vara Federal de Porto Alegre, o valor da multa será revertido em favor do Fundo Federal de Defesa dos Direitos. A Furacão 2000 ainda pode recorrer da decisão.

Vi aqui.

Deixe um comentário

TV russa tira do ar desenho ‘Happy tree friends’

Os desenhos animados “Happy tree friends” e “The adventures of Big Jeff” saíram do ar na TV russa, depois que um representante do governo reclamou que os programas eram muito violentos, informou o site da revista “Variety” nesta quarta-feira (5). As séries estavam sendo exibidas no 2X2, um canal russo especializado em animações para adultos.

“Nós não discutimos com o governo – os desenhos são curtas-metragens de poucos minutos que os nossos espectadores já viram centenas de vezes”, disse à “Variety” Roman Sarkisov, diretor-geral do canal.

“Em vez de discutir, tiramos do ar, ainda que qualquer drama criminal na Rússia seja cem vezes mais violentos que esses desenhos.”

Ainda de acordo com a “Variety”, nenhuma das duas séries de desenhos animados era exibida em horários em que crianças pudessem assisti-las. Um alerta sobre conteúdo inapropriado para menores também era levado ao ar.

No Brasil, a série “Happy tree friends” é exibida na MTV, às quartas-feiras, às 23h30.

Vi aqui.

Comments (3)

Corintiano mata irmão palmeirense no dia do clássico

Uma tragédia em família sucedeu o clássico entre Corinthians e Palmeiras no início da noite do último domingo. Corintiano, Erick Silva de Oliveira, 24 anos, assassinou a golpes de enxada o irmão palmeirense Roberto Silva de Oliveira, 34 anos, na casa da família em Cangaíba, Zona Leste da capital paulista.

Após a vitória do Palmeiras por 1 a 0 sobre o Corinthians, houve um bate-boca entre os dois irmãos. De acordo com a versão de Erick, expressa no Boletim de Ocorrência do 10º Distrito Policial, Roberto iniciou a agressão física, e Erick respondeu com enxada, por volta das 18h30min (de Brasília).

Roberto chegou a receber atendimento médico. Ele foi levado para o pronto-socorro de Ermelino Matarazzo, mas não resistiu e morreu no local. Já Erick, ainda em casa, foi autuado em flagrante por homicídio doloso e levado ao 10º DP.

Manassés Rodrigues de Carvalho, delegado do 10º Distrito Policial, falou que a pena para Erick vai de 6 anos a 20 anos

Vi aqui.

Comments (2)

Homem que admitiu sexo com morta pega prisão perpétua

Mark Dixie, 37 anos, foi condenado à prisão perpétua pelo homicídio da modelo Sally Anne Bowman, 18 anos. Ele admitiu ter feito sexo com o corpo da jovem. Sally foi encontrada sem vida em uma garagem em Croydon, sul de Londres, com marcas da agressão sexual e de sete facadas.

Dixie afirma que não matou a jovem, alegando que quando a encontrou estava embriagado e só notou que ela estava morta depois de consumada a relação sexual. Mas o júri, formado por sete mulheres e cinco homens, considerou Dixie culpado da morte.

A família da modelo ouviu a confissão de Dixie durante o julgamento, mas não se conteve. Após escutar os detalhes do ataque à mulher, um dos familiares mandou o homem “apodrecer no inferno”.

“Eu espero que Sally Anne possa descansar agora”, disse o pai da jovem, Paul Bowman, “os dois últimos anos foram torturantes e muito difíceis, nós não agüentaríamos sem a ajuda dos amigos e da família”. Mark Dixie poderá pedir condicional ao completar 34 anos de prisão.

Vi aqui.

Deixe um comentário

‘Mãe, assaltei um banco’, diz ladrão

O telefonema de um bandido para contar para a própria mãe que havia assaltado um banco ajudou a polícia a desbaratar uma quadrilha no Paraná nesta terça-feira (12).

Ainda pela manhã, a polícia invadiu um hotel no centro de Curitiba. Os bandidos reagiram, houve troca de tiros e muita correria nas ruas. Nove pessoas foram presas no hotel, outras quatro em uma casa de Curitiba. Com os ladrões, foram apreendidas armas pesadas, munição, drogas e explosivos.

Depois de um desses assaltos em dezembro, um dos ladrões ligou para a mãe em São Paulo para contar o feito como revela o diálogo a seguir:

“A senhora tá de pé ou tá sentada?”, pergunta ele.

“É, eu to de pé, agora eu sento aqui uai”, responde a mãe.

“Então senta. Eu assaltei um banco. Sério mãe”, diz ele.

Washington foi um dos bandidos presos nesta terça. A polícia ainda procura outros sete integrantes da quadrilha.

Confira aqui o vídeo com a reportagem.

Vi aqui.

Deixe um comentário

Conselho quer que polícia investigue vídeos sobre violência do YouTube

O Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (Condepe/SP) vai pedir ao Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) que investigue os vídeos que incentivam a violência e fazem apologia ao crime em toda a internet, principalmente no site YouTube. O Condepe quer que a polícia analise também as comunidades do Orkut.

De acordo com Ariel de Castro Alves, secretário geral do conselho, a intenção do órgão é que a polícia investigue os autores desses vídeos e dessas comunidades para identificar os responsáveis e poder tirar esses vídeos do ar.

O que motivou a ação foi a grande quantidade de vídeos e comunidades na internet que incentivam a violência tanto entre civis como por parte dos policiais. Um vídeo no YouTube, por exemplo, intitulado Rota – Chumbo Quente, enaltece o fato de a corporação matar suspeitos em supostos confrontos.

Confira aqui o vídeo.

Vi aqui.

Deixe um comentário