Custe o Que Custar, da Band, dá mais audiência na reprise

As reprises do Custe O Que Custar, da Band, todas as quartas-feiras após o futebol, têm conquistado mais audiência que as exibições inéditas do programa, às segundas-feiras.

Segundo dados consolidados da audiência na Grande São Paulo, a atração marcou, na quarta-feira (2), média de 4 pontos. No mesmo horário, a emissora A marcou 12; a B, 13, e a C, 5.

Já o programa, exibido na segunda-feira (31) deu média de 3,2 pontos.

O CQC mostrou matéria sobre transporte escolar em São Paulo, entrevista com Márcia Goldsmith e outra situação envolvendo o cineasta Hector Babenco, em que o jornalista acabou levando uma revistada.

Há algum tempo, Babenco disse que não existia nenhum ator brasileiro que estivesse à altura de Gael Garcia Bernal, protagonista do filme O Passado.

O repórter então devolveu, perguntando ao cineasta como ele se sentiria se dissessem “que não existe nenhum diretor argentino naturalizado brasileiro à altura de Fernando Meirelles”?

Vi aqui.

3 Comentários »

  1. SE MATA said

    Assisti 2 episódios do CQC
    Vou ser bem sincera: acho o Taz um mala sem alça, ele não percebe que já fez toda a graça que podia. O programa é mega chupado do Pânico, qualquer imbecíl percebe.
    Esbocei meia dúzia de sorrisos, o programa inteiro.
    É lógico que dá de mil em qualquer Praça é Nossa ou Zorra Total, mas ainda assim acho fraco e com uma fórmula já usada em excesso pelo Pânico.

    E acredito no Babenco quando disse que a frase dele, a respeito do Gael ser incomparável, foi DETURPADA por alguma revista, não sei qual, mas possivelmente a VEJA. Se foi, mais um motivo pra acreditar no Babendo. Qualquer coisa que vem da VEJA a gente tem que desconfiar.

    Ah, sim: claro que na reprise teve mais audiência. Gente, segunda-feira é dia de Hebe Camargo!
    AHUHAUHAUHAUHAUHA

    Beijo

  2. diego^SCFC said

    HAHAHAHA

    Mas sério mesmo, tô achando o CQC melhor que o Pânico. O Pânico apela muito para o lado erótico. É cheio de mulher sensual, pra ver se levanta a audiência. Lógico que eu adoro isso, mas o propósito do programa é outro..

  3. peia said

    Nao sei porque as pessoas comparam tanto o Panico com o CQC. Sao dois programas de humor mas com focos totalmente diferente. O Panico brinca mais com as celebridades, o CQC eh bem mais jornalistico. Acho o Panico engracado, as vezes, e tenho gostado muito do CQC, principalmente dos quadros Proteste ja, e dos Testes de Honestidade.

RSS feed for comments on this post · TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: